Katherine Langford é uma atriz, cantora, compositora e instrumentista australiana nascida em Perth no dia 29 de Abril de 1996. Filha dos médicos Elizabeth e Stephen Langford e irmã mais velha da também atriz Josephine Langford, Katherine é mais conhecida por dar vida à personagem Hannah Baker, protagonista do fenômeno ‘13 Reasons Why’, uma série original da Netflix.

Desde a infância Katherine mostrou forte inclinação para as artes, começando a fazer aulas de canto clássico aos 9 anos de idade, no ano de 2005. Antes de frequentar a Perth Modern School, uma escola especial para jovens intelectualmente dotados e talentosos na qual se graduou no Ensino Médio no ano de 2013, Langford frequentou duas escolas privadas, nas quais, segundo suas próprias palavras, ela era uma típica criança “esquerda-central”, meio rebelde e que não se encaixava. Na Perth Modern, Katherine encontrou o seu lugar e se tornou uma nadadora bem-sucedida, chegando a competir a nível nacional, e possuía três preferências de carreiras a seguir: medicina, política e teatro musical, exatamente nesta ordem. No entanto, tudo isso mudou quando ela foi a um show de Lady Gaga, de quem é fã incondicional confessa, quando tinha 16 anos. Langford foi assistir a um show da turnê Born This Way, de Gaga, e ficou tão tocada e inspirada por sua performance que aprendeu a tocar piano sozinha e decidiu largar o time de natação, dedicando-se à carreira artística, principalmente nos campos musical e performático. Em seu último ano ela entrou, então, para o clube de teatro do colégio e passava grande parte de seus períodos de estudo no auditório compondo novas músicas e melodias no piano. Em 2013, Katherine subiu ao palco pela primeira vez em uma peça da Perth Modern chamada ‘Hotel Sorrento’, na qual interpretou a personagem Meg.

No ano de 2014, já graduada na Perth Modern, Katherine se aprimorou ainda mais em teatro musical na Principal Academy of Dance & Theatre. Durante sua estadia por lá, interpretou o papel de Morgan na peça ‘Godspell’. Ao fim do curso, em 2015, ela recebeu um diploma e, naquele momento, decidiu seguir a carreira de atriz. Apesar de ouvir de muitas pessoas que não conseguiria ser atriz por estar começando na carreira muito tarde, Katherine teve sua primeira aula de atuação em Março de 2015, pouco antes de completar 19 anos. Pouco tempo depois, ela foi uma das cinco pessoas selecionadas para participar do programa de Residência Avançada de Atores do Instituto Nacional de Artes Dramáticas (NIDA). Ainda em 2015, Katherine também fez um curso de atuação na Nicholson’s Academy of Screen Acting e aulas avançadas de pronúncias e sotaques com James Hagan. Também em 2015, Katherine subiu aos palcos mais uma vez na peça ‘Evita’, na qual interpretou a Amante de Perón, no Koorliny Arts Centre. Katherine também integrou o grupo teatral da WA Youth Theatre Company e participou de vários outros diversos cursos e workshops de atuação.

No fim de 2015, foi oferecida à Katherine uma vaga no incrivelmente disputado curso de Bacharel das Artes (Atuação) na Academia Ocidental Australiana de Artes Performáticas (WAAPA) e ela iria iniciar seus estudos em 2016. Mas, antes mesmo que tivesse a chance de se matricular, recebeu uma ligação de Londres a chamando para uma audição para um papel na série britânica ‘Will’. Katherine disse a seus pais que estava na universidade e pegou um avião para a capital da Inglaterra. Ela não conseguiu o papel, então embarcou para Los Angeles para tentar a sorte no caos anual de audições que é a temporada de episódios piloto. Inicialmente, sua viagem não lhe rendeu resultados e ela voltou para casa, em Perth, e começou a gravar vídeos caseiros. Ela enviou uma dessas fitas para a produção de ‘13 Reasons Why’ e recebeu uma ligação para marcar uma audição via Skype.

No começo de sua carreira, Katherine participou de alguns projetos universitários, como os curta-metragens ‘The Violinist’ e ‘Story of Miss Oxygen’. Já durante sua recente carreira, a australiana estrelou alguns curtas-metragens independentes e filmes de pequeno orçamento, como ‘The Misguided’, ‘Imperfect Quadrant’ e ‘Daughter’, que estreou no Festival de Cannes de 2016 e no qual Katherine interpretou a personagem principal, Scarlett.

Em 2016, após receber uma ligação da produção de ’13 Reasons Why’ contando que ela fora escolhida para o papel principal da adaptação juvenil, Langford recebeu um prazo de dez dias para conseguir um visto do tipo O-1B, concedido pelo governo americano à indivíduos com habilidades extraordinárias no campo das artes e/ou realizações extraordinárias nas indústrias cinematográfica ou televisiva, uma vez que ela não possuía um green card e nunca havia trabalhado nos Estados Unidos antes. A atriz, que foi aclamada pela crítica e pelo público em geral por sua interpretação da adolescente Hannah Baker, conversou com diversos profissionais especializados em saúde mental e representantes da organização ‘It’s On Us’ para se preparar para o papel.

Langford assinou contrato com a agência William Morris Endeavor para ser representada pela mesma em solo americano, uma vez que na Austrália a atriz é representada pelas agências Silver Lining Entertainment e Independent Management Company.

Katherine possui ainda um canal no YouTube, no qual publicou três vídeos seus cantando músicas autorais: ‘I’ve Got a Crush on Zoe Bosch’, escrita em 30 minutos para sua amiga e colega de classe Zoe Bosch, ‘Young & Stupid’, influenciada pela morte de três jovens locais de Perth, e ‘3 Words’, dedicada à Eden.

Katherine Langford poderá ser vista nas telas de cinema em Março de 2018 no primeiro longa-metragem de sua carreira: uma adaptação do romance best-seller de Becky Albertalli, ‘Love, Simon’. A atriz dá vida à Leah Burke, melhor amiga de Simon Spier, o personagem central da história.

ATENÇÃO

Biografia criada por Katherine Langford Brasil (katlangfordbrasil.com) à partir de entrevistas, matérias e textos presentes na Wikipédia, proibida a cópia ou reprodução totais ou parciais sem os devidos créditos.

 

« Retornar à página anterior